Produção sob Encomenda

Produção sob Encomenda

Hoje as empresas brasileiras e do mundo estão modernizando o seu processo de produção cada vez mais com um único objetivo de alcançar suas metas planejadas com eficiência e eficácia, pois a globalização tornou-se um parâmetro de sobrevivência das empresas para auto avalia-se em relação ao seu universo comercial, portanto, se manter viva é o desafio. As empresas atualmente deslumbram o cliente enfocando sua expectativa onde a meta contínua é sempre estar na posição de encantadoras, por essa razão é que investem pesado em processos inovadores na cadeia de suprimentos, utilizando o que tem de melhor no mercado como tecnologia, pesquisa de custo e gestão de pessoas. Todo esfoço é para focar e valorizar a necessidade do cliente, para mantê-los fiéis, satisfeitos e assim continuar no ranking do mercado como empresas ícones no que se propõe a oferecer conquistando o respeito de todos.

O PCP (Planejamento e Controle da Produção) tem um papel fundamental nesse processo, pois é de sua responsabilidade planejar, organizar, direcionar e controlar todos os processos da cadeia de produção.

PRODUÇÃO SOB ENCOMENDA

Segundo Idalberto Chiavenato “O PCP está intimamente relacionado com o sistema de produção adotado pela empresa e dele depende para planejar e controlar a produção e que existem três sistemas de produção: sob encomenda, em lotes e continua. Cada um desses sistemas de produção exige um sistema especifico de PCP.”

As empresas que adotam portfólios de produção voltado sob encomenda vêm ganhando cada vez mais espaço no mercado brasileiro e mundial. Podemos citar o exemplo das empresas de construção civil, as de automóveis, onde o cliente compra o seu carro personalizado via internet e outras. Mas na realidade o que é sistema de produção por encomenda no processo produtivo de uma empresa? Para responder essa pergunta recorro ao conceito de Idalberto Chiavenato que descreve, que a produção sobre encomenda envolve a “empresa que apenas produz após ter efetuado um contrato ou pedido venda de seus produtos”.

Com esse conceito em mente faço uma análise do consumidor no atual cenário mercadológico e observo que posso comprar um carro, apartamento, roupas e outros produtos ou contratar serviços personalizado, ou seja, compro produto ou contrato serviço mantendo o meu desejo estimulado pelo meu estilo de vida, contudo é preciso que as empresas que se propõe oferecer seus produtos ou serviços tenham certas características que Idalberto Chiavenato classifica como:
“cada produto é único e de grande tamanho e complexidade, exigindo muito tempo para sua produção. É o caso da produção de navios, geradores de grande porte, construção de edifícios, de hidroelétricas, e cada produto é diferente dos demais e de acordo com as características solicitadas pelo cliente. Cada encomenda, cada pedido ou cada contrato costuma ser considerado um produto específico, exigindo a sua identificação ao longo de toda a produção. Assim, cada encomenda ou pedido requer um PCP especifico. Trata-se, pois, de produção intermitente. Grande variedade de máquinas universais, de dispositivos de transporte e de equipamentos, bem como uma oficina-base na qual são manufaturadas as partes daquilo que será o produto final, isto é, os seus componentes. Por exemplo, a oficina no caso da construção de um navio é o pátrio de construção; no caso da construção civil, é o canteiro de obras. No caso de uma empresa de propaganda, é a equipe de trabalho que atende a uma determinada empresa. No caso de um hospital, é a equipe especializada que atende um determinado paciente que se interna. Grande variedade de operários altamente especializados, capazes de participar de uma das partes do extenso campo de partes que compõem o produto final. Há uma demanda flutuante de mão-de-obra especializada no local onde o serviço será realizado. Isso significa que eletricista, soldadores, carpinteiros, marceneiros, encanadores, ferramenteiros, mecânicos etc. nem sempre têm serviço continuo. O mesmo ocorre com a equipe de propaganda ou com a equipe médica especializada. Necessidade de datas de entrega que se apliquem aos pedidos individuais e que signifiquem um compromisso de produção. O objetivo primordial do PCP é atender a essas datas, fazendo com que os produtos/serviços sejam entregues dentro dos prazos solicitados pelo cliente.
Grande dificuldade para a realização de precisões, pois cada produto/serviço exige um complexo trabalho que é diferente dos demais. Cada produto/serviço exige um PCP especifico. Necessidade de um grupo de administradores e especialistas altamente competentes como supervisores da oficina-base, capazes de assumir sozinhos todas as atividades de cada contrato ou pedido, como a administração da produção, mão-de-obra e custos. O sucesso da produção por encomenda depende muito da habilidade do administrador ou especialista encarregado de cada contrato ou encomenda ou pedido. A eficiente construção do edifício depende muito da habilidade do engenheiro de obras, o atendimento da empresa ao cliente depende muito do supervisor de conta da agência de propaganda, enquanto o atendimento do paciente depende muito do médico-chefe da equipe hospitalar. É vital, portanto, que o PCP seja muito bem compreendido pelos especialistas que irão executá-lo na prática.”

O serviço de logística deve ser direcionado para o cliente que é a razão maior da existência da empresa, com enfoque a produção por encomenda dentro de uma cadeia de suprimento. É importante que o administrador saiba profundamente o caminho em que a empresa pretende percorrer, seus anseios e expectativas em relação ao cliente e vice-versa, ter a visão sistêmica do negócio para possibilitar uma melhor visão administrativa dos processos produtivos pertinentes a empresa.
Referência:
Chiavenato, Idalberto. Planejamento e controle da produção. São Paulo: Manole, 2008.
Autor: Walter da Cruz

Fonte: Caderno de Ideias